Certo ou errado?

Posted: quinta-feira, 27 de maio de 2010 by FilipeJMS in Marcadores:
2

Até onde torcida organizada pode ser chamada de torcida? Vimos nesta última terça-feira em São Januário uma situação lamentável e, infelizmente, recorrente entre a relação torcida organizada e o clube para que “torcem”. Digo recorrente porque já vimos à torcida organizada do Bahia invadindo o CT do clube Baiano e chegar às vias de fato com os jogadores, já vimos à torcida do Flamengo atirar bomba em cima dos jogadores durante um treinamento, já vimos à torcida do Palmeiras praticamente expulsar Vagner Love do clube, etc.

Questiono quando que começou essa relação que excede as quatro linhas? E por que os dirigentes esportivos deixaram chegar a esse ponto? Não sou ingênuo de generalizar todas as torcidas organizadas, já vi pela TV e já presenciei ao vivo o show que algumas torcidas organizadas fazem nos estádios, é uma mistura de cores e cantos empurrando o time para a vitória. E sei também que TODAS torcidas organizadas têm sua importância para o clube, são elas que acompanham diariamente as atividades e viajam pelo mundo seguindo o clube de coração. Mas confundir o amor e o respeito ao clube com ameaças, invasões e agressões a outros profissionais, isso não pode acontecer.

Não podemos perder o limite entra a razão e a paixão. Também sou torcedor, e sei como é difícil conviver com o time de coração passando por maus momentos, mas antes de tudo tenho que pensar no outro lado. Já que pregamos o profissionalismo no esporte, temos que fazer a nossa parte, e isso significa apoiar, incondicionalmente, quando tivermos que apoiar, e protestar quando tivermos que protestar. Quer protestar, quer falar mal, quer extravasar, faça tudo isso, mas faça no momento certo. E esse momento, sem sombra de dúvidas, não é no meio do treinamento.

Não prego o fim das organizadas e também não os rotulam de baderneiros, apoio e defendo suas iniciativas em prol do clube. Mas achar normal um grupo de torcedores invadir o local de trabalho dos jogadores e lhes fazerem ameaças, nunca irei achar. Se os dirigentes tiverem que diminuir a autonomia das organizadas no clube, que façam então. Vou terminar esta coluna com uma frase quem traduz bem o que eu penso, sei que é meio clichê, mas tá valendo: Violência gera violência! (Foto: GloboEsporte.com.br)

2 comentários:

  1. Infelizmente as torcidas organizadas não são só aquilo que deveriam ser, ou seja, torcedores que vão a todos os jogos fazer festa e icentivar os jogadores ..... infelizmente eles vão além e fazem essas e diversas outras coisas que não convém ..... uma pena que seja assim ..... violência não leva a nada mesma, só destrói ...

  1. Patrick says:

    Eh um absurdo isso ainda acontecer no futebol... Infelizmente os presidentes dos clubes tem que ser passivos diante da situação pois isso eh uma máfia, onde se tem bandidos, isso eh caso que a policia deveria investigar.

    Sou vascaíno e tenhu vergonha que isso aconteca, o time pode até estar mal no campeonato, mais não há razão logica de vc ir e ameacar o atleta,,, Isso só eh prejudicial...

    Concordo com vc... Tbm acredito que com mais alguns reforços pontuais e a sequência do trabalho do Roth, o Vasco vai fazer uma campanha digna.

    Esses torcedores ai que foram tocar o Zaralhu no treino não são Vascaínos de verdade!!!!!!!!

    Abraços

    http://publicidadesportiva.blogspot.com/