Brasil nas quadras

Posted: quinta-feira, 30 de setembro de 2010 by FilipeJMS in Marcadores: ,
2

Foram duas vitórias e uma suada derrota na primeira fase. Esta foi a campanha da nossa seleção masculina de vôlei na primeira fase do Mundial. Na estréia, nem precisamos jogar tudo o que sabemos e mesmo com o desfalque do Marlon, nosso levantador titular, não tivemos dificuldades para fazer três sets a zero na Tunísia (25/14, 25/21 e 25/14). A Espanha foi o adversário da segunda partida, e ofereceu uma maior resistência, principalmente nos dois primeiros sets. Mas o Brasil fechou a partida em três sets a um (30/28, 21/25, 25/20 e 25/19).

Todos tinham a certeza de que Cuba seria o adversário mais complicado da primeira fase, e foi exatamente o que aconteceu. Os cubanos usaram e abusaram da força e venceram seus três jogos na primeira fase, inclusive contra o Brasil por três sets a dois (34/32, 18/25, 23/25, 25/21, 15/12). Com a primeira posição no grupo B, os cubanos caíram em um grupo bem mais tranqüilo na segunda fase. México e Sérvia serão seus adversários no grupo H.

A derrota custou caro ao Brasil, além de ter que enfrentar uma longa viagem rumo a Ancona, o Brasil caiu em um grupo bastante equilibrado na segunda fase. Ao lado de Bulgária e Polônia, o Brasil forma o grupo N. O Brasil joga hoje contra a Polônia e no sábado contra a Bulgária. Os dois primeiros do grupo passam para a próxima fase. Mesmo com Bruninho jogando bem neste Mundial, vamos torcer para o Marlon se recuperar o mais rápido possível para voltar a nos ajudar em busca do tricampeonato do Mundial.

Agora mudando de esporte e também de sexo, mas ainda falando de Brasil, nossas meninas do basquete foram eliminadas ontem do Mundial. Só nos resta lutar por no máximo o nono lugar do 16° Mundial de Basquete Feminino. Ao longo de todo o torneio, em nenhum momento mostramos que poderíamos ir longe neste Mundial, cometemos erros bobos e precipitamos a maioria dos arremessos. Na estréia contra a Coréia do Sul vencíamos por um ponto de diferença e tínhamos a posse de bola, mas um erro de passe colocou tudo a perder.

Na segunda partida enfrentamos a fraca seleção de Mali, e mesmo com dificuldades conseguimos nossa primeira vitória no Mundial por 80 a 73. Depois veio a derrota para a Espanha por 69 a 57, e mesmo assim ainda conseguimos passar para a próxima fase. Enfrentaríamos agora Rússia, Japão e República Tcheca. Contra Rússia veio outra derrota e contra o Japão vencemos na prorrogação, mas não convencemos. A República Tcheca com a ajuda de sua torcida venceu por 84 a 70, passou de fase e eliminou o Brasil. O belo primeiro tempo que fizemos nessa partida foi a única coisa de positiva que podemos tirar desse Mundial.

Evitar a pior colocação na história do Mundial (12° lugar no Mundial de 1975), esta é agora a meta da nossa seleção. Sei que é um discurso batido, mas precisamos renovar nossa seleção. Todo ano são sempre as mesmas jogadoras convocadas, que mesmo sendo talentosas não conseguem mais dar a força que o Brasil precisa. O trabalho de base precisa ser revisto na nossa seleção feminina! (Fotos: GloboEsporte.com.br)

Uma semana para os playoffs da MLB

Posted: segunda-feira, 27 de setembro de 2010 by FilipeJMS in Marcadores:
4

Faltando uma semana para o fim da temporada regular da MLB, a disputa pelas últimas vagas dos playoffs promete ser intensa. A MLB é dividida em duas ligas, a Americana e a Nacional, e cada liga é dividida em três divisões. Passam para os playoffs as seis equipes vencedoras de cada divisão e ainda a segunda melhor equipe de cada liga, numa disputa conhecida como wild card. A equipe vencedora de divisão com a melhor campanha enfrenta a equipe vencedora do wild card da sua liga nos playoffs, deixando as outras duas equipes vencedoras de divisão para se enfrentarem.

Até agora a melhor campanha da MLB pertence ao Tampa Bay Rays, equipe da divisão leste da liga Americana, com 93 vitórias e 62 derrotas. Curiosamente, o Tampa Bay é uma das equipes mais jovens da liga, foi fundada em 1998 e até hoje o melhor resultado foi o vice-campeonato de 2008.

Apesar de ter a melhor campanha da MLB, os Rays é a única equipe que ainda não garantiu sua vaga como vencedor de divisão da Liga Americana. Isso se deve ao fato de a divisão leste da Liga Americana ser a mais disputada de toda a MLB, pois conta com outras equipes tradicionais como New York Yankess e Boston Red Sox. Minnesota Twins e Texas Rangers já garantiram o primeiro lugar da divisão central e oeste respectivamente. Os Yankees lideram o wild card da liga americana, e dificilmente vão perder a vaga nos playoffs.

Na liga Nacional as coisas estão mais equilibradas, faltando apenas sete jogos para o fim da temporada regular nenhuma equipe ainda se classificou matematicamente para os playoffs. Philadelphia Phillies na leste e Cincinnati Reds na central estão quase garantindo o primeiro lugar de suas divisões.

Na oeste o San Francisco Giants lidera, mas é seguido de perto pelo San Diego Padres, as duas equipes vão se enfrentar em três jogos no próximo final de semana (sexta, sábado e domingo), esse confronto tem tudo para ser emocionante. San Diego briga com San Francisco na divisão oeste e ainda briga com o Atlanta Braves no wild card da liga Nacional.

Só lamento meu time Baltimore Orioles realizar, mais uma vez, uma campanha pífia na temporada regular. A campanha com 61 vitórias e 94 derrotas o coloca como um dos piores times da liga. Agora só me resta torcer para que os O’s evitem a marca negativa de terem perdido 100 jogos na temporada. (Foto: ESPN.com)

Em busca do tri

Posted: sábado, 25 de setembro de 2010 by FilipeJMS in Marcadores:
2

Bernardinho, mesmo sem estar em 100% de suas condições físicas, e toda a seleção brasileira masculina de vôlei começam a luta para conquistar o tricampeonato do Mundial de vôlei. Segunda competição mais importante do calendário do voleibol (só perde para as Olimpíadas), o Mundial é disputado de quatro em quatro anos, e dessa vez terá a Itália como sede.

O Mundial de vôlei foi disputado pela primeira vez em 1949 na República Tcheca, desde então vem reunindo as melhores seleções de vôlei do mundo. O Brasil já sediou o Mundial por duas vezes (1960 e 1990), mas fracassou em ambas e não conseguiu passar do quarto lugar em 1990. O primeiro título finalmente veio em 2002 na Argentina contra a Rússia na final, e o bicampeonato veio na edição seguinte no Japão enfrentando a Polônia.

A Rússia é a maior vencedora do torneio com seis títulos, seguido pela Itália que tem três. República Tcheca com dois títulos, Polônia, EUA e Alemanha como um título cada, completam a lista de vencedores do Mundial masculino de Vôlei.

Após a conquista do eneacampeonato na Liga Mundial de Vôlei, nossa seleção não descansou, voltou aos treinos no CT de Saquarema e fez alguns amistosos visando à estréia no Mundial. Mesmo com alguns tropeços nos amistosos, o Brasil chega, só para não perder o costume, como o favorito do torneio. E a estréia contra a seleção da Tunísia foi tranqüila, o Brasil não deu chances e venceu por 3 sets a 0 (25/14, 25/21 e 25/14). O Brasil está no grupo B ao lado da Tunísia, da Espanha e de Cuba.

O próximo jogo será amanhã contra a Espanha às 16h! (Foto: GloboEsporte.com.br)

16° Mundial de Basquete feminino

Posted: quinta-feira, 23 de setembro de 2010 by FilipeJMS in Marcadores:
4

Já que os homens fizeram um Mundial aquém das expectativas, nos cabe torcer para nossas meninas elevarem o nome do basquetebol brasileiro. E sejamos justos, nos últimos anos elas tem obtidos melhores resultados que os homens. Hoje, nossa seleção entra em quadra conta a Coréia do Sul às 10h15m na estréia do 16° Campeonato Mundial de Basquete feminino.

Nos outros 15 Mundiais, apenas quatro seleções foram campeãs. A maior vencedora na competição é a equipe americana com sete títulos, seguido de perto pela extinta União Soviética com seis. A Austrália tem um título, justamente o último em 2006 disputado aqui no Brasil. O Brasil também já trouxe um título para casa, foi em 1994 na Austrália, competição que consagrou a geração de Hortência e Magic Paula.

Para este Mundial, o técnico espanhol Carlos Colinas levou para República Tcheca as seguintes jogadoras: Érika, Alessandra, Franciele, Damiris, Kelly são as pivôs; Silvia, Fernanda Beling, Palmira, Karen, Iziane são as alas; e Helen e Adrianinha são as armadoras. A ala Iziane volta à seleção depois do desentendimento que teve com o antigo técnico da seleção Paulo Bassul para ser nossa maior esperança.

São 16 seleções divididas em quatro grupos, o Brasil está no grupo C ao lado da Coréia do Sul, da Espanha e da seleção de Mali. Os três primeiros de cada grupo passam para a próxima fase formando dois novos grupos (E e F), as equipes classificadas do grupo A enfrentam as classificadas do grupo B e as equipes classificadas do grupo C enfrentam as classificadas do grupo D. Os resultados dessa se juntam aos da primeira fase, com exceção do resultado da partida contra a seleção eliminada na primeira fase.

Nas quartas de final começa a fase do mata mata, e para essa fase vão as quatro primeiras seleções de cada grupo. A final do Mundial está marcada para o dia 3 de Outubro. Nossa seleção não esta entre as principais favoritas neste Mundial, mas vamos torcer para nossas meninas representarem bem nosso basquete.

Não entendo a pouca divulgação pela mídia desse torneio tão importante para o nosso basquete, vamos deixar o machismo de lado e divulgar o basquete feminino. (Foto: GloboEsporte.com.br)

Ainda não foi dessa vez

Posted: domingo, 19 de setembro de 2010 by FilipeJMS in Marcadores:
3

Ainda não foi dessa vez que o nosso tênis volta a fazer parte do grupo mundial da Copa Davis. Fora da elite desde 2003, o Brasil enfrentou a Índia na repescagem e perdeu o confronto por 3 a 2, mesmo tendo feito 2 a 0 no primeiro dia dos confrontos. Thomaz Bellucci, Ricardo Melo e companhia não conseguiram a vaga contra uma seleção, que embora jogasse em casa, tem seu melhor tenista apenas na 113° no ranking da ATP.

Na madrugada de sexta-feira Thomaz Bellucci abriu o confronto para o Brasil vencendo em cinco sets o indiano Rohan Bopanna, número 479 do ranking mundial, por 6/7, 7/6, 7/5, 4/6 e 10/8. Em seguida Ricardo Melo também suou bastante para vencer Somdev Devvarman, também foram precisos cinco sets (4/6, 6/2, 6/7, 6/2 e 6/4). 2 a 0 de vantagem no confronto parecia que íamos retornar a elite da Davis com facilidade, parecia!

No sábado teve a partida de duplas, de um lado Bruno Soares e Marcelo Mello, números 37 e 38 respectivamente do ranking de duplas, e do outro Leander Paes e Mahesh Bhupathi, números 8 e 13 respectivamente. Se olharmos apenas para a posição dos atletas nos rankings, íamos constatar que a Índia era a favorita para o confronto, e foi realmente o que aconteceu. Com um amplo domínio, os indianos fecharam a partida em 3 sets a 0 (6/4, 7/6 e 6/1). Foi o primeiro ponto da Índia no confronto.

Nesta madrugada, Thomaz Bellucci entrou disposto a não dar chances para o azar e fechar logo o confronto, mas um mal estar devido ao forte calor fez com que Bellucci abandonasse o confronto contra o Somdev Devvarman no segundo set, quando já perdia 7/6 e 4/0. Nossa vitória no confronto sobrou para Ricardo Mello, mas ele não foi páreo para o Rohan Bopanna. Embalado pela torcida, o indiano venceu com facilidade por 3 sets a 0, 6/3, 7/6 e 6/3. Esta foi a primeira vitória do indiano em chaves principais neste ano.

É uma pena que nosso tênis não tenha voltado para o grupo Mundial da Davis, mas volto a afirmar nossas autoridades não souberam aproveitar o fenômeno Guga para evoluir o esporte no país, agora vamos caminhar a passos lentos até uma nova geração vitoriosa no cenário mundial do tênis! (Foto: GloboEsporte.com.br)

Joga bola Neymar

Posted: quinta-feira, 16 de setembro de 2010 by FilipeJMS in Marcadores:
6

Poucas vezes nas 102 colunas do blog eu dediquei a uma pessoa, mas hoje eu vou dar a minha opinião sobre uma única pessoa: Neymar. Sou fã do craque santista, mas não é de hoje que suas atitudes não condizem com as de um jogador profissional. A melhor palavra para descrever o Neymar agora seria MIMADO!

Com 18 anos de vida já sabemos que ele é craque, dono de uma técnica fora do comum e de uma frieza na hora finalização que impressiona pela sua baixa idade. Desde o ano passado no time profissional do Santos, Neymar se firmou nesta temporada conquistando os títulos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil, e ainda sendo convocado para a seleção principal. Mas quanto mais ia se afirmando no futebol profissional, mais ia colecionando confusões.

Primeiro foi aquela história dele e outros “meninos” da Vila não quererem entrar em uma casa espírita que abriga crianças carentes em Santos, depois veio a punição que Dorival Junior deu a alguns jogadores (incluindo Neymar) por terem chegado na concentração depois da hora marcada. Ainda teve confusões via Twitter, acusações de jogadores e técnicos adversários dizendo que ele os menosprezavam em campo e por fim essa enorme falta de espírito coletivo que ele demonstrou ontem na vitória contra o Atlético-GO.

Sou do grupo de pessoas quem pensam que craque tem que ser sempre protegido em campo, e que o talento não pode perder nunca para a violência. Neymar é visado durante os noventa minutos, tanto que ele sofre um rodízio de faltas que irrita até o mais santo jogador, mas isso não lhe dá o direito de se achar o dono da razão. Neymar tem deixar que os juízes o proteja, mesmo sabendo que o nível das arbitragens é fraco, e não jogar contra eles, como ele faz quando tenta cavar uma falta. Joga bola moleque e aproveita o talento que Deus lhe deu, tenho certeza que milhões de pessoas queriam ter 0,1% desse seu talento.

A entrevista do técnico Renê Simões sobre o teatro que Neymar fez com o técnico Dorival Junior e com a equipe santista foi dura, mas concordo plenamente com ele. Alguém precisa educá-lo, seja punindo pelo bolso ou o afastando. O futebol brasileiro agradece! (Foto: GloboEsporte.com.br)

Parece, mas não é III

Posted: quarta-feira, 15 de setembro de 2010 by FilipeJMS in Marcadores:
2

Nosso melhor tenista da atualidade, Thomaz Bellucci, é a versão com menos sol do zagueiro Thiago Salles, hoje no Fluminense!

De volta ao topo

Posted: segunda-feira, 13 de setembro de 2010 by FilipeJMS in Marcadores:
3

Depois de 16 anos de jejum, os EUA conquistaram o Mundial de Basquete masculino com a vitória por 81 a 64 contra os donos da casa, a Turquia. Este foi o quarto título dos americanos no Mundial, agora só um atrás do maior vencedor, a antiga Iugoslávia. O Brasil, que terminou em nono, tem muito que comemorar o título dos EUA. Como o campeão garante automaticamente uma vaga nas próximas Olimpíadas, nossas chances no pré-olímpico do ano que vem aumentam.

Os EUA chegaram na Turquia sem os 12 jogadores medalhistas de ouro da última Olimpíada, mesmo assim todos sabiam que a equipe era forte, mas faltava conferir se eles iriam sentir a pressão. Isso não aconteceu, muito pelo contrário, os americanos foram campeões com toda a justiça, foram nove vitórias em nove jogos no Mundial 2010. Talvez o jogo contra o Brasil na primeira fase tenha sido o mais complicado, a vitória por apenas dois pontos de diferença foi a menor diferença de pontos nas nove vitórias.

Kevin Durant foi eleito o melhor jogador do torneio, na final ele fez de tudo para calar os 15 mil turcos na arquibancada. O ala de 21 anos, que teve a média de pontos mais alta da última temporada regular da NBA, marcou 28 pontos na final. A Turquia fez uma bela campanha, teve vitórias incríveis como contra a Sérvia na semifinal e contra Porto Rico na primeira fase, mas não resistiram ao talento e a juventude americana. Hedo Turkoglu foi o destaque da Turquia no Mundial.

Os oito primeiros do Mundial na ordem foi a seguinte: EUA, Turquia, Lituânia, Sérvia, Argentina, Espanha, Eslovênia, e Rússia. O próximo Mundial será disputado em 2014 na Espanha!

Aproveitando o assunto basquete, vale mencionar a entrada do Oscar no Hall da Fama da FIBA. Nosso “Mão Santa” merece essa honra por tudo que fez no Basquete! (Foto: GloboEsporte.com.br)

Futebol com a bola oval

Posted: sábado, 11 de setembro de 2010 by FilipeJMS in Marcadores:
2

Brasileiro tem mania de só aceitar o futebol com a bola redonda, mas deixando um pouco a teimosia de lado veremos que o futebol com a bola oval também é interessante. O futebol americano cresce a cada dia no Brasil, ligas regionais e nacionais são formadas e o esporte é praticado principalmente nas areias das praias. O futebol americano não é apenas um jogo de força e velocidade, o considero o esporte mais tático de todos os esportes. São inúmeras jogadas com outras inúmeras variações na defesa e no ataque que as equipes precisam saber para poderem surpreender os seus adversários.

Na quinta-feira começou a temporada 2010/2011 da NFL (National Football League, ou seja, a Liga Nacional de Futebol Americano), e os atuais campeões New Orleans Saints venceram o Minessota Vikings por 14 a 9. Os jogos da primeira rodada continuam no próximo domingo e na segunda. Vale lembrar que as equipes só jogam uma vez por semana na temporada regular, sempre no domingo ou na segunda (a não ser que seja jogo de estréia da temporada ou jogo de feriado, como ocorre no dia de Ação de Graças), e cada equipe folga por uma semana na temporada.

São 32 equipes divididas em duas conferências (Americana e Nacional), cada conferência é dividida em quatro divisões (leste, oeste, norte e sul) com quatro equipes cada. Nas 17 semanas de temporada regular as equipes da mesma divisão se enfrentam em jogos de ida e volta, há ainda um jogo contra cada equipe de uma divisão da mesma conferência, um jogo contra cada equipe de uma divisão da outra conferência, e dois jogos contra equipes definidas através de um sistema de cálculos adotado pela NFL, totalizando 16 jogos por equipe na temporada regular. Os playoffs são distados entre os oito vencedores de cada divisão e mais os dois melhores de cada conferência. São jogos únicos, só avança quem vence.

O Super Bowl, como é conhecida a final do futebol americano, é o evento mais importante dos EUA em termos de esporte. O país todo assiste ao jogo, desde o presidente até o mais simples morador americano. Pode-se dizer que o Super Bowl equivale ao nosso carnaval, tamanha expectativa criada para o evento. Este ano será disputado o Super Bowl XLV, o maior vencedor é Pittsburgh Steelers com seis títulos, seguido do San Francisco 49ers e Dallas Cowboys com cinco títulos cada. Oakland Raiders, Washington Redskins, Green Bay Packers, New England Patriots, e New York Giants, com três títulos cada, fecham a lista de maiores vencedores do Super Bowl.

Se você gosta do esporte, mas não entende muito as regras, leia esta coluna publicada pelo meu amigo blogueiro do NET Esportes (http://netesporte.blogspot.com/2010/09/as-regras-da-nfl-futebol-americano.html) e assistam às partidas transmitidas sempre nos domingos e nas segundas à noite pela ESPN. Eu aprendi assistindo e jogando videogame eheheh... Encerro a coluna fazendo um pedido, se vocês ainda não têm um time para torcer na NFL, sejam solidários e aumentem a torcida do meu time, o Washigton Redskins!

Não deu, mais uma vez!

Posted: quinta-feira, 9 de setembro de 2010 by FilipeJMS in Marcadores:
5

Não foi dessa vez que nosso basquete voltou a ser grande, mas já é um início. Só espero que em futuras competições não escutemos mais aquele ditado: “jogamos como nunca, mas perdemos como sempre”. O próximo evento importante da nossa seleção de basquete masculino será em 2011 no pré-olímpico na Argentina, vamos buscar voltar a disputar uma Olimpíada, algo que não ocorre desde 1996.

Com a terceira melhor campanha do grupo B, o Brasil não conseguiu fugir da Argentina nas oitavas de final e pagamos caro por isso. O jogo já começou com uma surpresa, o pivô Tiago Splitter não estava entre os cinco titulares devido a dores na coxa, mas no basquete titular e reserva é muito relativo, toda hora há troca de jogadores em quadra. O primeiro quarto foi marcado pela superioridade dos sistemas ofensivos das duas equipes sobre os sistemas defensivos, prova disso foi o placar final do quarto: 25 x 25.

Scola e Delfino para a Argentina e Marcelinho Huertas e Leandrinho para o Brasil estavam com as mãos quentes, as cestas de três pontos das duas equipes quase sempre entravam. No fim do primeiro tempo o Brasil vencia por dois pontos, 48 x 46. Guilherme, Splitter e até Murilo tentaram, mas nenhum deles conseguiu parar o Luis Scola, o ala-pivô da Argentina não errava uma.

Os últimos dez minutos de partida começaram com o placar empatado: 66 x 66. Leandrinho com duas cestas seguidas de três pontos deram seis pontos de vantagem para o Brasil, mas a Argentina logo empatou na mesma moeda e embalou de vez. O Brasil não conseguiu manter a calma, perdia bolas bobas e precipitava alguns arremessos, enquanto isso Scola derrubava qualquer tipo de marcação que aparecia em sua frente. O resultado desses fatores foi Argentina 93 x 89 Brasil. Brasil eliminado do 16° Campeonato Mundial de Basquete masculino.

Scola fechou a partida com incríveis 37 pontos, nem os 32 pontos do Marcelinho Huertas, outro monstro na partida, foram suficientes para sairmos vitoriosos do confronto. Sabemos que o “se” não entra em quadra, mas como seria se tivéssemos o Nenê no Mundial? Como seria se tivéssemos o Anderson Varejão e o Tiago Splitter em melhores condições físicas? É difícil responder, agora é parar com as lamentações, erguer a cabeça e seguir em frente. Nosso basquete precisa!

O Mundial continua com uma semifinal já definida, a dona da casa Turquia atropelou a Eslovênia por 95 a 68 e agora enfrenta a Sérvia, que eliminou os atuais campeões, a Espanha, por 92 a 89. Hoje será definida a outra semifinal do torneio, EUA x Rússia e Argentina x Lituânia são os confrontos das quartas. (Foto: GloboEsporte.com.br)

Fim do primeiro turno*

Posted: segunda-feira, 6 de setembro de 2010 by FilipeJMS in Marcadores:
4

O primeiro turno do Brasileirão 2010 já se foi, quer dizer ainda faltam dois jogos que só serão realizados em Outubro, mas 16 dos 20 clubes da série A já realizaram seus 19 jogos do primeiro turno. O título simbólico de campeão do primeiro turno ainda não sabemos para quem vai, justamente por um desses jogos adiados envolverem um dos candidatos direto ao título.

Para ser campeão, o Fluminense com 38 pontos precisa que o Vasco pelo menos empate com o Corinthians no dia 13 de Outubro em São Januário, no jogo adiado da 18° rodada em razão da comemoração do centenário do Corinthians. Até agora não vejo lógica no adiamento da partida, até porque não conheço nenhum outro presente melhor que uma vitória em um campeonato equilibrado como o Brasileirão. Fluminense teve uma queda de rendimento no fim do primeiro turno, mas não apagou a bela campanha realizada até agora.

Outros times lutam para não deixar a disputa de o título ficar só entre Flu e Corinthians. Com 31 pontos, sete a menos que o líder, Santos, Internacional (esses também como um jogo a menos), Botafogo e Cruzeiro completam a lista dos times que hoje estariam na Libertadores 2011. Desses, eu vejo o Internacional e o Cruzeiro como mais fortes candidatos a manter o ritmo no segundo turno, isso se o Internacional não se esquecer do Brasileiro, já que irá disputar o Mundial no final do ano, e se o Cuca não der uma de Cuca no comando do Cruzeiro, ou seja, nadar, nadar e morrer na praia.

Seguindo pela tabela aparece o Atlético-PR e o Vasco, dois clubes com uma recuperação pós-Copa impressionantes, mantendo o ritmo e contando um pouco com a sorte, os dois clubes o podem atrapalhar a vida dos que sonham com a Libertadores. São Paulo atravessa uma de suas maiores crises dos últimos anos, mas São Paulo é sempre São Paulo, não pode ser considerada carta fora do baralho nunca. Com alguns tropeços em casa, Felipão já pensa em priorizar a Sul-Americana neste fim de ano, deixando o Brasileirão meio de lado. Guarani e Avaí devem passar o segundo turno na zona da Sul-Americana e assim sem sustos para os seus torcedores. Ceará começou muito bem o campeonato, mas depois da Copa só venceu uma partida e com apenas oito pontos a frente da zona do rebaixamento o Vozão precisa voltar a vencer.

Com o Flamengo acontece uma situação curiosa, tem a melhor defesa do campeonato (junto com o Ceará) e o pior ataque também. Hoje está apenas a cinco pontos da zona de rebaixamento, quanto antes acordar na competição, mais tranqüilo vai ser o final do ano para os rubros negros. Do Vitória até o último colocado, que hoje é o Goiás, aparecem Grêmio, Atlético-MG, Atlético-GO, e Grêmio Prudente, esses seis clubes devem lutar até o final para fugirem da série B 2011. O Goiás é o que atravessa a situação mais complicada, com apenas 13 pontos, ele já está a sete pontos do primeiro clube fora da zona, e não se vê uma perspectiva de melhora no time a curto prazo.

Atlético-MG e Grêmio, apesar dos elencos qualificados que possuem também ainda não se encontraram neste Brasileiro. Antes de o campeonato começar, duvido que alguém achasse que os times de Luxemburgo e de Renato Gaúcho fossem estar nesta situação. O Atlético-GO é o clube do Z4 que melhor tem jogado nas últimas rodadas, o atacante Elias, com sete gols nas últimas quatro rodadas, chegou à artilharia do Brasileirão com nove gols ao lado do meia Bruno César do Corinthians.

Emoção não vai faltar no segundo turno! (Fotos: GloboEsporte.com.br)

Já superamos 2006

Posted: sábado, 4 de setembro de 2010 by FilipeJMS in Marcadores:
3

Positivo! Esta é a palavra que define a primeira fase da seleção brasileira de basquete no Mundial da Turquia. É claro que podemos chegar mais longe na competição, mas se levarmos em consideração que no último Mundial fechamos a primeira fase com cinco derrotas e apenas uma vitória, este Mundial já é uma volta por cima do nosso basquete. É pouco, mas já é um passo!

Os primeiros jogos do grupo eram os mais fáceis, as seleções do Irã e da Tunísia não ofereciam muita resistência, mas o nervosismo da estréia pesou. Nossa seleção venceu, mas não convenceu. Primeiro o Irã por 81 x 65 e depois a Tunísia por 80 x 65. Vieram então os EUA, muitos já contavam com a derrota da nossa seleção. No final do primeiro tempo o Brasil vencia a partida por 46 a 43, os americanos sofriam como ainda não tinham sofrido neste Mundial. Faltando três segundos para o fim da partida, o placar estava 70 para os EUA e 68 para o Brasil, e tínhamos a chance de empatar com dois lances livres do Marcelinho Huertas, infelizmente ele não converteu. Antes da partida a derrota era dada como certa por muitos, mas vendemos caro a derrota.

Os últimos dois jogos da primeira fase eram jogos chaves, os adversários eram superiores ao Irã e a Tunísia, mas inferior aos EUA. Contra a Eslovênia jogamos bem em três dos quatro quartos da partida, e foi justamente o péssimo rendimento no segundo quarto que nos levou a derrota. A Eslovênia venceu a partida por 80 a 77, de positivo nesta partida apenas a estréia do pivô Anderson Varejão no Mundial. O último desafio na primeira fase era contra a seleção da Croácia, e com um basquete equilibrado na defesa e no ataque, nossa seleção não deu chances e deu uma surra nos europeus, vitória de 92 a 74.

Com três vitórias e duas derrotas terminas a primeira fase na terceira posição do grupo B, com isso vamos enfrentar na próxima fase o segundo colocado do grupo A. Nosso adversário de terça-feira nas oitavas de final do 16° Campeonato Mundial de Basquete será nosso maior rival em qualquer esporte, a Argentina. Sete de Setembro, dia da Independência do Brasil, enfrentar a Argentina tentando recolocar nosso basquete no primeiro escalão mundial, será que nossos jogadores precisam de mais motivação?

As oitavas de final começam hoje e vão até a terça-feira, serão dois jogos por dia. Os confrontos das oitavas serão: Sérvia x Croácia e Espanha x Grécia no sábado, Turquia x França e Eslovênia x Austrália no domingo, EUA x Angola e Rússia x Nova Zelândia na segunda, e na terça, além de Brasil x Argentina às 15h, ainda tem Lituânia x China. (Foto: GloboEsporte.com.br)

Qual o melhor time da Europa?

Posted: quinta-feira, 2 de setembro de 2010 by FilipeJMS in Marcadores:
4

Com o fechamento da janela de transferências para a Europa, eu me pergunto: hoje, qual é o melhor time da Europa? É claro que estamos no início de temporada e claro que estamos falando na teoria, mas vamos analisar as equipes para responder. Não vou levar em consideração o elenco, e sim os 11 supostos titulares das equipes.

Temos que começar nossa análise com o atual campeão da Europa, a Internazionale de Milão. Sem nenhuma grande contratação para esta temporada, a Inter tem em seu bem sucedido conjunto a força de sua equipe. Possui o melhor sistema defensivo da Europa e um grande meia de ligação, o Sneidjer, e seu ataque com Diego Milito e Eto’o não costuma desperdiçar oportunidades. Antes soberana na Itália, a Inter deve ter mais dificuldades para esta temporada, principalmente com o Milan, que se reforçou bem nessa última semana. Ronaldinho Gaúcho e Pato vão receber a ajuda do sueco Ibrahimovic e do brasileiro Robinho. Podemos imaginar o Milan jogando no 4-2-3-1, com Pato caindo pelo lado direito, Ronaldinho centralizado e Robinho na esquerda, deixando Ibrahimovic no ataque. Mas para esse sistema dar certo, seria bom o Ibra voltar a ser aquele Ibra dos tempos de Inter de Milão, o Robinho não se enjoar rápido de jogar na Itália e o Papo fugir das lesões. A primeira rodada do campeonato italiano mostrou um Ronaldinho Gaúcho com fome de bola e fazendo as jogadas geniais do tempo de Barcelona.

Falar dos melhores times da Europa e não citar o Barcelona seria o mesmo que falar de craques e não citar o meu nome (ahahahaha, não posso perder a piada)! O já excelente time do Barcelona com Xavi, Iniesta e Messi vai ter a companhia do atacante espanhol David Villa, ex-Valencia. Villa, além de ser um craque, tem o estilo de jogo que casa com o estilo do Barcelona, time de toques rápidos e precisos. Masquerano também vai ajudar a dar equilíbrio para a equipe. O Real Madrid adotou uma postura diferente da temporada passada, saíram às contratações de craques com preços absurdos e veio às contratações pontuais, pelo menos para o seu novo técnico José Mourinho. Esse sim foi a melhor contratação do Real para esta temporada. Outros bons nomes foram Dí Maria (ex Benfica) e Özil (ex-Werder Bremen). Com o desfalque de Kaká até o fim deste ano, Mourinho tem apostado no talento de Cristiano Ronaldo, mesmo com o empate na estréia do Espanhol, eu não duvido que Mourinho vá transformar o Real em uma equipe mais competitiva.

Na Inglaterra podemos citar três times: Manchester United, Chelsea e Manchester City. Vejo o Chelsea na frente na Inglaterra, mesmo com uma equipe mais jovem, tem provado neste início de campeonato Inglês que seu poder ofensivo com Lampard, Malouda, Drogba e companhia, continua afiado. O novo reforço Ramires ainda promete adicionar mais qualidade nesta equipe. O Manchester United trouxe a revelação mexicana Javier Hernandez. O chicarito, como é conhecido, é um bom jogador, mas acho pouco para credenciar o Manchester como melhor time. O clube que mais gastou para esta temporada foi o Manchester City. Os 353 milhões foram usados para trazer entre outros o meia espanhol David Silva e o polêmico atacante Balotelli. Ainda acho que o City vai precisar de mais algumas temporadas para conquistar títulos.

A última equipe que pode ser credenciada como melhor da Europa é a vice-campeã da Champions League de 2009/2010, o Bayer de Munique. Sem nenhuma grande contratação, o Bayer ainda aposta na sua base com Philipp Lahm, Robben, Ribéry, Thomas Muller e Klose. É um excelente time e tem tudo pra reinar novamente na Alemanha. Dessa lista vou apontar as melhores na ordem, claro que é apenas a minha opinião. A melhor equipe ainda é o Barcelona, seguido pela Internazionale, Milan, Chelsea, Bayer de Munique, Real Madrid, Manchester United e Manchester City. E vocês concordam?

Parece, mas não é II

Posted: quarta-feira, 1 de setembro de 2010 by FilipeJMS in Marcadores:
3

Continuando com o humor no nosso blog, mais um caso de irmãos distantes. Hoje o zagueiro Leandro Euzébio do Fluminense e o atacante Dodo da Portuguesa. Forcei dessa vez né? Ehehehe...